Criminosos sequestram família e ameaçam matar para roubar caminhonete.

Criminosos sequestram família e ameaçam matar para roubar caminhonete.

Dois bandidos foram presos depois de sequestrarem uma família e ameaçarem matar mulheres e crianças no último domingo (24), na cidade de Rosário Oeste (103 km de Cuiabá). O objetivo era levar uma caminhonete Dodge Ram e dinheiro das vítimas. Depois que a polícia cercou o local, um dos criminosos fez uma vítima de escudo humano, colocando arma contra a cabeça dela. Os investigadores da Delegacia de Rosário Oeste precisaram negociar a rendição do criminoso.

Conforme as informações da Polícia Civil, o crime ocorreu por volta das 10h30, quando três bandidos invadiram a casa da família e anunciaram o assalto. Pelo menos um dos bandidos estava armado.

De acordo com o relato das vítimas, os assaltantes disseram que queriam levar o carro, além de dinheiro e transferências bancárias na modalidade PIX. Eles ainda revelaram que estavam aguardando um quarto integrante do grupo, que seria o responsável por levar o veículo até a Bolívia. A intenção era manter as vítimas reféns até que o carro passasse pela fronteira.

Com o objetivo de intimidar as vítimas, o bandido armado tirou munições do bolso e carregou o revólver. Ele disse que se alguém reagisse mataria toda a família. Contudo, num momento de descuido dos criminosos, uma das vítimas conseguiu pegar o celular, se trancar no banheiro e acionar a polícia.

Um dos bandidos, que mantinha uma chamada de vídeo com o outro assaltante, só deu pela falta de um refém quando a casa já estava cercada por agentes da Polícia Militar e Civil. Os outros dois, que participavam do roubo, conseguiram fugir.

A situação ficou ainda mais tensa quando o bandido se viu cercado e colocou a arma na cabeça de uma das reféns e pediu que fosse chamada a imprensa para acompanhar a negociação. As equipes policiais presentes deram início à negociação com o assaltante. Durante as conversas, o investigador da Delegacia de Rosário Oeste, se aproximou do bandido sem arma com o objetivo de convencê-lo a se entregar.

Uma equipe do site local Página 1 MT acompanhou e transmitiu o fim das negociações ao vivo pela internet.

Antes de se entregar, o criminoso quebrou o aparelho celular com o objetivo de apagar provas de outros crimes e evitar a identificação dos outros integrantes do grupo. Outro bandido foi identificado pela polícia depois de diligências realizadas no entorno do local do crime, sendo posteriormente reconhecido pelas vítimas. Os dois foram interrogados e autuados em flagrante.

Informações do RepórterMT.