Brasil registra 1,1 mil crimes eleitorais, 205 prisões e R$ 1,6 milhão apreendidos no segundo turno

Brasil registra 1,1 mil crimes eleitorais, 205 prisões e R$ 1,6 milhão apreendidos no segundo turno

A ação conjunta das forças de Segurança Pública durante o segundo turno das eleições deste domingo (30), foi  acompanhada, em tempo real, do Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), em Brasília. Em todo o país, a Operação Eleições 2022, que ocorreu no período de sexta-feira (28) até às 9:00 desta segunda-feira (31), apreendeu o valor de R$ 1,6 milhão em dinheiro. Também foram registradas 205 prisões e 68 ocorrências de compra de votos e corrupção eleitoral.

Em relação aos crimes eleitorais, o total foi de 1.166, sendo que violação ou tentativa de violação do sigilo de voto foram os que tiveram mais ocorrências (265); seguido de boca de urna (154); e desobediência a ordens da Justiça Eleitoral (124). 

Operação Eleições 2022

A operação foi coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), em parceria com os 26 estados e o Distrito Federal. Contou com a participação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Polícia Federal (PF), Corpos de Bombeiros Militares, Polícia Rodoviária Federal (PRF), polícias Civil e Militar, Ministério da Defesa, Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec).

Fonte: Leiagora.